Oportunidades para quem busca novas experiencias na carreira profissional

Senac AP 2019 – Quem busca uma nova experiência na carreira profissional poderá encontrar várias oportunidades através do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial “Senac”.

Em todos os estados brasileiros há unidades que disponibilizam aperfeiçoamento em diversas áreas, de forma gratuita ou paga. Confira mais informações sobre a atuação do Senac 2019, e verifique a forma de se cadastrar e fazer um curso. Não perca tempo, adquira conhecimento e consiga uma boa colocação no mercado de trabalho.

Senac AP 2019

O Senac AP foi criado em dezembro de 1974 para atender as necessidades do setor do comércio de bens, serviços e turismo. No período o setor se encontrava em plena extensão, mas não havia disponível no mercado mão de obra qualificada para atender as demandas.

Desde então, o Senai Amapá dispõe de cursos em diversas áreas de atuação fomentando o desenvolvimento socioeconômico de todo o estado. Para que isso seja possível a instituição conta com uma equipe altamente qualificada em todas as unidades fixas e móveis, atendendo as necessidades de norte a sul do estado.

Além de atender toda a população através dos cursos disponibilizados, o Senac AP 2019 também dispõe de um plano estratégico diferenciado que atende as necessidades de demanda de cada empresa, instaladas em diferentes áreas de atuação. Para isso, inicialmente é elaborado um diagnóstico sobre a situação atual da empresa, os resultados que a mesma visa alcançar, e daí apresenta-se quais as estratégicas que podem ser realizadas.

Cursos Senac AP

No Amapá são disponibilizados de uma gama diferenciada de cursos Senac 2019. Os mesmos estão distribuídos nas seguintes modalidades de ensino: Cursos Livres, Cursos Técnicos, Cursos de Graduação, Aprendizagem e Educação à Distância.

Além disso, os cursos Senac AP 2019 estão distribuídos nas seguintes áreas:

  • Gestão e Negócios;
  • Arquitetura e Urbanismo;
  • Comunicação e Artes;
  • Design;
  • Desenvolvimento Social;
  • Educação;
  • Gastronomia;
  • Eventos e Lazer;
  • Hotelaria e Turismo;
  • Saúde e Bem-Estar;
  • Limpeza;
  • Conservação e Zeladoria;
  • Tecnologia da Informação;
  • Idiomas;
  • Moda e Meio Ambiente;
  • Segurança e Saúde no Trabalho.

Os cursos Senac Amapá estão disponíveis no site da instituição www.ap.senac.br.

Inscrição Senac

Para realizar a sua inscrição Senac AP o interessado poderá procurar qualquer unidade da instituição. Mas, é preciso ficar atento quanto às exigências de documentações, de acordo com o curso e a área de interesse. No básico, o aluno deverá ter em mãos:

  • Comprovante de Endereço;
  • Comprovante de Escolaridade;
  • RG e CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Reservista;
  • Documentação dos Pais (para menores de 18 anos);
  • Dentre outros.

As inscrições Senac AP 2019 também podem ser realizadas no site da instituição, pelo endereço eletrônico:

www.ap.senac.br.

Inicialmente será necessário informar o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e uma senha de acesso. Depois de feito isso, clique em FAZER CADASTRO. Para se cadastrar será necessário ainda preencher um formulário com os seguintes dados:

  • Primeiro Nome e Sobrenome;
  • Data de Nascimento;
  • Tipo de Documento e Número do Documento;
  • Órgão Emissor e Estado Emissor;
  • CEP e Endereço Completo (Número, Complemento, Bairro, Cidade, Estado);
  • DDD, Telefone Residencial, Telefone Comercial e Telefone Celular.

Endereço e Telefone

Todas as informações sobre o Senac AP estão disponíveis no site direto da instituição pelo endereço eletrônico www.ap.senac.br.

A unidade sede do Senac AP dispõe de atendimento de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 22h00, e aos sábados das 08h00 às 15h00.

  • Endereço: Avenida Henrique Galucio, número 1999, no Centro de Macapá.
  • Telefone: (96) 3214 – 4106.
  • E-mail: atendimento@ap.senac.br.

Agora que você já sabe a maioria das informações referente aos cursos gratuitos Senac AP 2019 não deixe de realizar o seu cadastro nos cursos que estão disponíveis no momento. Realize já e boa sorte!

Fim do Abono Salarial?

Sacar o PIS Trabalhadores que exerceram atividades laborais remuneradas, em 2019, devem ficar atentos às datas de liberação do benefício que ocorrerá agora em julho, a partir do dia 15. O objetivo do Programa de Interação Social PIS, é promover ao trabalhador da iniciativa privada um bônus pelo desenvolvimento da empresa.

Para sacar o PIS o trabalhador deve estar inscrito no programa há pelo menos cinco anos, ter trabalhado no mínimo trinta dias em 2019, ter recebido até dois salários mínimos por mês, e ter seus dados informados pelo empregador na RAIS (documento de responsabilidade do empregador que deve ser entregue na Caixa Econômica).

Existem algumas situações especiais no qual o PIS também é liberado. São elas:

  • Aposentadoria;
  • Invalidez permanente;
  • Idade igual ou superior a 70 anos;
  • Titular ou dependente portador do HIV;
  • Titular ou dependente com diagnosticado com câncer;
  • Morte do participante;
  • Pessoa portadora de deficiência.

Sacar o PIS

Existem 4 formas para recebimento do benefício e posteriormente sacar o PIS, mas antes você pode realizar a consulta PIS, para assim, saber se o valor está liberado.:

  1. Se você tem conta na Caixa Econômica, o abono será depositado automaticamente.
  2. Com seu Cartão do Cidadão, você poderá sacar seu benefício em qualquer agência da Caixa Econômica e seus caixas eletrônicos, casas lotéricas, e correspondentes da bancários da Caixa Econômica.
  3. Nas agências da Caixa, de posse do seu número do PIS acompanhado de um documento de identificação pessoal, com foto, válido em todo o território nacional.
  4. Se a empresa em que você trabalha é conveniada com a Caixa Econômica, seu abono será pago diretamente na folha de pagamento, na data específica que consta no calendário de liberação.

Não se preocupe, se você tem direito a esses rendimentos e cotas, não perderá o abono, eles não se anulam. Fique atento aos prazos divulgados pela Caixa Econômica através de jornais, rádios, TV e mídias online! Caso você não saque o benefício, ele não acumula, volta para o governo, para o FAT Fundo de Amparo ao Trabalhador (http://portal.mte.gov.br/fat/fundo-de-amparo-ao-trabalhador-fat.htm).

O que estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio?

O que estudar para o Enem 2019? É essa a pergunta que se torna recorrente nas vésperas da realização de mais uma edição do exame.

Neste artigo será possível obter dicas e informações sobre o que estudar para o Enem 2019. Confira abaixo:

Muito em breve o – Ministério da Educação e o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira divulgarão as regras do Enem 2019 através da publicação do edital.

A concorrência é grande e por isso antes mesmo da divulgação das primeiras informações oficiais os candidatos já intensificam seus estudos para obter o melhor resultado possível no exame.

Porém, antes de iniciar os estudos é muito importante ter o conhecimento de como funciona a prova do Enem 2019. Desde 2009, com a criação do Novo Enem, o exame contém 180 questões de múltipla escolha. Além disso, há uma proposta de redação de caráter dissertativo argumentativo.

As provas do Enem são aplicadas em dois dias consecutivos, em um sábado e um domingo. As datas do Exame, inclusive das provas e inscrição Enem 2019, serão divulgadas em breve pelo MEC e INEP.

No sábado são quatro horas e trinta minutos de prova e os candidatos devem responder a 90 questões de múltipla escolha, sendo 45 de Ciências Humanas e Suas Tecnologias e 45 de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias.

Já no domingo são cinco horas e trinta minutos de prova, pois, além de responder a 45 questões de Matemática e Suas Tecnologias e 45 de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias, os candidatos devem desenvolver a redação de acordo com o tema proposto.

O que estudar para a prova?

Os estudos devem ser bastante objetivos, tendo como base o conteúdo programático, que é definido a partir de matrizes de referência de acordo com as quatro áreas do conhecimento.

A área de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias abrange o conteúdo de Língua Portuguesa (Gramática e Interpretação de Texto), Língua Estrangeira Moderna (Inglês ou Espanhol), Literatura, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação.

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias abrange os conteúdos de Química, Física e Biologia.

Já Ciências Humanas e Suas Tecnologias, que abrange os conteúdos de Geografia, História, Filosofia, Sociologia e Conhecimentos Gerais.

Matemática e Suas Tecnologias, como o próprio nome já indica, abrange conhecimentos matemáticos e também raciocínio lógico.

Comece já a estudar para o Enem 2019. Boa sorte!

É verdade que o reality show da Rede Globo irá terminar?

A muito está rolando em diversos Blogs e Sites de Notícias que o Big Brother Brasil vai acabar… E Essa notícia deu o que falar!

Na verdade, a Globo renovou o contrato com a ENDEMOL até 2019.

De fato, a audiência de BBB vem caindo ano a ano, em linha com o restante da programação. Em 2014, porém, o reality show viu sua liderança ameaçada.

Este ano, mesmo com as mudanças do BBB para um estilo mais Popular, a média do IBOPE não agradou muito e foi discutido o término do programa. Porém, garantidamente a Globo já fechou acordo que garante o BBB até 2019, e quem sabe depois das novidades que o programa exibirá através da parceria com os melhores departamentos de Propaganda e Marketing do país e do mundo, este Reality Show não venha a durar por muito mais tempo…

O Big Brother Brasil é um dos programas mais rentáveis da programação da Rede Globo, durante o período de três meses. Contas de patrocínio e merchandising deixam bilhões, ou milhões (atualmente) nos cofres da Rede Globo. Sem mencionar, os telefonemas para votação que também rendem muito à Vênus Platinada, aos produtos da Globo marcas, pay-per-view entre outros…

Então Brothers, o BBB atrai muita gente na Frente da TV e irá continuar atraindo no mínimo até 2019 sem sombra de dúvidas.

Para os que não curtem, resta mudar de canal ou estudar como funciona o mundo da Publicidade e Negócios na TV.

Aos que gostam, não esqueçam de dar “aquela espiadinha” …

Hora de planejar o fim e início de ano e junto a isso vem o pagamento de impostos

O IPVA 2019 RJ você deve pagar de acordo com o calendário. Procure consultar a data determinado para o pagamento do seu IPVA 2019 RJ e procure não atrasar o mesmo, assim você evita incidência de juros e não corre o risco de perder os descontos concedidos.

IPVA é um dos impostos que mais preocupa os contribuintes pelo fato dele ter um valor alto e ser cobrado em qualquer época do ano, mas tudo vai depender de como o Detran vai organizar o calendário. É pelo calendário que sabemos quando efetuar o pagamento do IPVA.

Você verá como obter informações a respeito desse calendário e sobre como efetuar o pagamento do imposto. O imposto que é obrigatório e anual, só fica dispensado do pagamento quem tem veículos isentos por idade e também aqueles que possuem baixa cilindrada.

Procure saber mais detalhes sobre esse imposto e não deixe para pagar de última hora, se organize e mantenha o mesmo em dia para não ter problemas. Se organize ainda para realizar o pagamento de outras taxas como o Licenciamento e o DPVAT 2019 Rio de Janeiro.

Tabela Pagamento IPVA 2019 RJ

Tabela de pagamento IPVA 2019 RJ quem desenvolve é o próprio DETRAN do Estado do Rio de Janeiro, através dela é possível saber quando efetuar o pagamento desse imposto. O calendário é organizado com base no último número da placa do veículo. Todos os anos o Detran atualiza esse calendário.

O mais importante é não perder os prazos de pagamento, se isso ocorrer você não tem direito ao desconto que é oferecido na cota única e ainda por cima vai pagar juros pelo atraso. Entre outros problemas decorrentes.

Saiba também informações sobre o seu Seguro Obrigatório DPVAT.

Emissão guia IPVA Rio de Janeiro 2019

Você poderá efetuar a emissão da sua atrás atendimento online da Secretaria de Estado da Fazenda. Através do site desse órgão é possível fazer a emissão da Guia IPVA Rio de Janeiro 2019.  Abaixo explicamos detalhadamente como efetuar passo a passo:

  • Preencha os dados para emitir o documento.
  • É necessário que você informe o número do RENAVAM do veículo e clique no botão consultar;
  • a guia poderá ser impressa de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo contribuinte.

Formas de Pagamento IPVA 2019 RJ

Essas são as formas de pagamento disponíveis para que você possa efetuar a quitação do IPVA 2019:

  • pagamento em cota única com desconto de 10%;
  • pagamento em até três cotas, sem incidência de desconto.

Escolha a melhor maneira para que você possa fazer a quitação do imposto, e sempre priorizando o prazo de pagamento, que é muito importante.

25 anos de Vídeo nas Aldeias

No próximo dia 12 de dezembro, será lançado em São Paulo o livro-vídeo que comemora 25 anos do projeto Vídeo nas Aldeias, que aproximou o vídeo de 127 aldeias indígenas brasileiras. O projeto é fruto do trabalho de Vincent Carelli, antropólogo e documentarista que formou diretores cinematográficos indígenas. Ele falou sobre esse trabalho na sua talk no Evento na Amazônia e inclusive adiantou alguns trechos de filmes que estavam ainda sendo finalizados.

Índios Amazônia

O livro-vídeo bilíngue, conta com depoimentos, ensaios críticos e fotográficos em mais de seis horas de filme.  Ele reconta a história da iniciativa, que já produziu registros de 37 povos e filmes premiados no Brasil e no exterior. O mais recente, Bicicletas de Nhanderú, uma imersão no cotidiano dos Mbya-Guarani (RS), poderá ser visto no próprio lançamento, no Itaú Cultural (Av. Paulista, 149), às 19h30hs, em sessão seguida por debate com realizadores indígenas. A entrada é franca.

Idealizado como um conjunto de textos, imagens e filmes que se complementam, Vídeo nas Aldeias – 25 anos reflete sobre cinco encontros mais significativos promovidos pelo projeto, com os índios Ashaninka (AC), Kuikuro, Xavante (MT), Huni Kui (AC) e Mbya-Guarani (RS). Em cada segmento, índios e equipes do projeto discutem o trabalho em conjunto, recompõem o processo de produção dos filmes e comentam repercussões e desdobramentos. Mais do que detalhes factuais, os depoimentos revelam o impacto da chegada do vídeo às aldeias: a apropriação do meio incita à retomada de rituais esquecidos, evidencia disputas políticas entre grupos diversos, expõe conflitos geracionais; mais do que tudo, possibilita projetar para o mundo uma imagem mais fiel dos realizadores.

 “Os vídeos trazem uma visão que nunca foi vista, não um olhar que exotiza a diferença, mas que humaniza e aproxima os índios da gente”, como já havia nos dito o próprio Vincent.

Esperança no faroeste

Foi o Felipe Milanez, também palestrante do TEDxAmazônia, quem nos apresentou o José Claudio Ribeiro. Felipe é repórter, profundo conhecedor da Amazônia e de seus problemas. Em outubro de 2010, um mês antes do TED, ele estava percorrendo o arco do desmatamento, que é a fronteira entre a floresta e a devastação – a imensa linha de destruição que avança ano a ano para o norte.

O arco do desmatamento é um faroeste: uma terra sem lei, dominada pelo interesse econômico de curto prazo. O ar é coberto da fuligem das queimadas, e às vezes o céu fica vermelho como se anunciasse o apocalipse. Madeireiros geram uma breve prosperidade lá, mas logo a madeira acaba, deixando para trás pasto, miséria, crime e morte.

Foi nas suas andanças por lá, pelas redondezas de Marabá, num município chamado Ipixuna, que Felipe avistou uma área linda, ainda tomada de castanheiras, uma das árvores mais deslumbrantes da floresta. Castanheiras dão castanhas do pará, um produto de altíssimo valor econômico, e por isso elas sempre foram valiosas de pé. Há muito tempo que é proibido derrubá-las.

Mas a voracidade do desmatamento não poupa nada. Depois que as árvores preferidas pelos madeireiros, como o mogno, se acabaram, as castanheiras viraram alvo. Hoje há um boom do setor de construção em Marabá. Muitas das novas casas são feitas de madeira ilegal de castanheira.

A propriedade que o Felipe avistou é o lote de José Claudio e de Maria do Espírito Santo, situado numa reserva extrativista. Felipe ficou impressionado com o casal. Saiu de lá encantado com a relação dele com as árvores. Zé e Maria vivem das castanheiras, explorando as castanhas, e por isso têm uma relação íntima com elas.

Zé descreveu a Felipe a derrubada de uma árvore como quem fala de um assassinato. Há quem diga que a árvore grita quando cai. Felipe nos escreveu um email no dia 9 de outubro: “tem algo de Chico Mendes muito, muito forte. Uma luta desigual: querem preservar as últimas castanheiras da região onde teve o maior castanhal da Amazônia – aqui foi tudo devastado, só há pasto, e era a Amazônia mais imponente de todo o bioma.”

Zé e Maria sofrem imensa pressão para vender as árvores, já foram ameaçados de morte por não concordarem, e uma ou outra vez escaparam de emboscadas. Quando o Felipe nos falou deles, ficamos com receio de expor o casal e de colocá-lo em risco.

O próprio Zé tratou de nos tranquilizar. Para ele, contar sua história serve de proteção. Quanto mais os holofotes iluminarem o faroeste, mais seguro ele está. Portanto, nos ajude a fazer este TED Talk circular. Talvez você esteja ajudando a salvar vidas: de homens e de árvores.